Mãos ao alto

Imagem

Você, coleguinha, que acha toda grávida a 8ª maravilha do mundo, favor não vir encostar a sua mãozinha na minha barriga.

Eu sempre achei isso uma coisa muito, mas da muito estranha, até pelo fato que eu sempre achei seres grávidos um tanto quanto bizarros (me julguem, mas não tem como não lembrar do Alien – aquele 8º passageiro – quando falamos em gravidez). Nunca achei que sei lá, de alguma forma eu estaria passando a mão no bebê que estava dentro do útero, cheio de água, envolto por não sei quantas mil camadas de gordura, vasos, derme, pele… Sempre foi um conceito MUITO abstrato pra mim, além de achar uma puta falta de educação ficar ali, alisando uma barriga que não é sua.

Até o momento que eu me vi prenha e de gêmeos ainda por cima. O que gera o quê, o quê, o quê?! Curiosidade dobrada e meio mundo querendo passar a mão na pança. Logo na pança de quem?! Na minha! Eu lá, sempre tão restrita nas passadas de mão na pança, eu que só me lembro de ter passado a mão na pança da minha Dinda quando ela estava lá, gravida da Nicolle.

Não que eu não gosto que passem a mão na minha pança, eu até gosto, mas das pessoas que eu tenho intimidade… Minha família e meus amigos mais chegados tem carta branca… vai lá… pode alisar, falar, procurar meu umbigo (que já quase não existe mais). Mas você, que nunca me viu mais gorda – MESMO – guarde a sua mãozinha dentro do bolso, afinal, você vai estar ME tocando e não as crianças. Isso é indelicado e me dá vontade de esmurrar a sua cara, ou então de ficar passando a mão no seu cabelo-recém-saído-do-salão-com-a-escova-progressiva-em-dia, só pra ver se isso te incomoda também.

OBS: Quando eu resmungo sobre isso aqui, ou acolá, sempre tem alguém (inclusive a senhora-minha-mãe) que vira e fala: Ah Carol, mas é carinho. Oi?! Carinho?! De alguém que acabou de me conhecer, que é amigo do amigo do vizinho, ou a senhorinha na fila de prioridade no banco, ou é aquela pessoa que te conhece, mas que passa por você uma vida inteira sem te cumprimentar, não é carinho, é intromissão, curiosidade, chatice, qualquer outra coisa, menos carinho.

Portanto, favor manter as mãos longe da minha pancinha. Ou se quiser passar a mão, favor comprar um pacote de fralda pra cada criança.

Grata,

A dona da pança à qual sua mão está alisando.

Anúncios

2 comentários sobre “Mãos ao alto

  1. kkkkkkkk, então estou liberada para passar a mão. Já comprei as fraldas e o chocolate da páscoa, que por sinal ainda não consegui entregar!! kkkk

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s